MaximoAccess

Caro Usuário, antes de postar pela primeira vez, leia as regras do fórum.

Obrigado

Administração do MaximoAccess

Dicas Ms Access, Exemplos Ms Access, Codigos VBA Ms Access, SQL Ms Access


    Linguagem XML e o Access

    Jeferson de Paula
    Jeferson de Paula
    Avançado
    Avançado

    Respeito às Regras 100%

    Sexo : Masculino
    Localização : Brasil
    Mensagens : 361
    Registrado : 06/04/2013

    Linguagem XML e o Access Empty Linguagem XML e o Access

    Mensagem  Jeferson de Paula em 23/9/2013, 14:50

    Olá Gelaria, como vai vocês?

    Este tópico contém algumas informações retirado do site da Microsoft sobre o XML e o Access, espero que ajuda. Aplica-se a versão do Access 2003. Bons Estudos!

    Resumo da Linguagem

    A linguagem de marcação extensível (XML) é a linguagem padrão para descrever e entregar dados na Web, da mesma forma que a linguagem de marcação de hipertexto (HTML) é a linguagem padrão para criar e exibir páginas da Web. O Microsoft Access oferece meios tanto para importar quanto para exportar dados XML e também para transformar os dados para/de outros formatos usando arquivos relacionados a XML.

    XML uma forma condensada de SGML que permite aos desenvolvedores criar marcas personalizadas que oferecem flexibilidade na organização e apresentação de informações.
    HTML a linguagem de marcação padrão usada em documentos na World Wide Web. HTML usa marcas para indicar de que forma os navegadores da Web devem exibir elementos de página, como texto e elementos gráficos, e de que forma devem responder às ações do usuário.
    Sobre a Linguagem

    Sempre foi difícil mover informações através da Internet e entre aplicativos de software devido a diferenças nos formatos de dados e estruturas proprietárias. O HTML, embora seja adequado para fornecer informações de exibição de imagem e texto para navegadores da Web, é limitado no tocante a sua capacidade de definir dados e estruturas de dados. O HTML descreve como uma página da Web deve aparecer, enquanto o XML define os dados e descreve como os dados devem ser estruturados. O XML é um formato de troca de dados que permite trocar dados entre aplicativos ou sistemas diferentes. O XML separa os dados da apresentação de forma que os mesmos dados XML possam ser apresentados de várias maneiras usando diferentes arquivos de apresentação.

    O XML é um protocolo com base em padrões governado pelo World Wide Web Consortium (W3C). O protocolo XML é um conjunto de regras, diretrizes e convenções para planejar estruturas e formatos de dados, de maneira a produzir arquivos que sejam fáceis de gerar e que sejam facilmente lidos por diferentes computadores e aplicativos. Além disso, as estruturas definidas do XML não têm ambigüidade; ou seja, elas são auto-descritivas e independem da plataforma. De maneira semelhante à linguagem HTML, a linguagem XML lança mão de marcas e atributos; no entanto, enquanto o HTML especifica o que cada marca e atributo significa (e dessa forma como os dados entre eles aparecerão em um navegador), o XML usa as marcas somente para delimitar segmentos de dados, deixando a interpretação dos dados exclusivamente para o aplicativo que os lê. Informações adicionais sobre XML podem ser encontradas no site: MSDN (em inglês).

    A Importação de Dados XML

    O Access oferece opções para usar dados provenientes de muitas fontes externas. O XML torna mais fácil a transformação dos dados de quase todos os aplicativos externos para serem usados pelo Access. Você pode:

    1. Importar dados XML para um banco de dados Microsoft SQL Server 2000 Desktop Engine (anteriormente chamado MSDE), Jet ou Microsoft SQL Server.
    2. Importar dados de esquema XML para um banco de dados Microsoft SQL Server 2000 Desktop Engine, Jet ou SQL Server.
    3. Usar um arquivo XSLT (Transformação de Linguagem de Folha de Estilos Extensível) para converter os dados em um formato XML suportado pelo Access.

    Observação: Importar XML para SQL Server ou banco de dados do Microsoft SQL Server 2000 Desktop Engine através de um projeto do Access (ADP) exige que o Microsoft SQL Server 2000 Desktop Engine seja instalado localmente.

    Você pode usar o comando Importar (aponte para Obter dados externos no menu Arquivo) para importar arquivos de dados XML para o Access. Este comando exibe a caixa de diálogo Importar para você poder selecionar um documento XML e também um esquema, descrevendo a estrutura dos dados. Você pode importar somente um documento por vez para o Access. Os dados devem estar em um formato que o Access reconheça, em formato nativo ou através do uso de um esquema. Note que ao importar dados XML, você não pode escolher um subconjunto do documento XML; o arquivo inteiro deve ser importado.

    Você pode transformar quaisquer dados XML em um formato ao qual o Access dê suporte selecionando uma transformação na caixa de diálogo Importar XML. Você também pode especificar se deseja substituir todas as tabelas existentes ou acrescentar aos dados existentes.

    O que são os esquemas XML

    Os esquemas XML são usados para descrever a estrutura de dados em um formato comum que possa ser reconhecido pelos clientes, pelos navegadores da Web e por todos os pacotes de software ativados por XML. Especificamente, os esquemas definem as regras de um documento de dados XML, inclusive os tipos de dados e nomes de elementos, sendo que esses elementos podem aparecer em combinação, e cujos atributos estão disponíveis para cada elemento. Os esquemas oferecem um modelo para um documento de dados XML que define a organização das marcas e do texto dentro de todos os documentos que fazem referência ao esquema. O Access oferece suporte ao padrão XSD (XML Schema). O XSD é um padrão aprovado pelo World Wide Web Consortium (W3C) planejado para ser uma infra-estrutura básica para descrever o tipo e estrutura de documentos XML.

    Ao usar um esquema, você pode garantir que todo documento XML usado para importar dados para o Access ou para exportar dados do Access para um outro formato, contém dados específicos e em conformidade com uma estrutura definida. Você também pode fornecer o esquema para outros negócios e aplicativos de forma que eles saibam como devem estruturar os dados fornecidos a você e eles, por sua vez, podem fornecer o esquema deles para você.

    Exibindo dados XML

    A sintaxe XML (as marcas e seu posicionamento em um documento) define e descreve os dados em um documento XML, mas não indica como os dados devem devem ser exibidos. Nos aplicativos anteriores e em alguns usos correntes, as CSS (folhas de estilo em cascata) eram usadas para informar ao navegador como exibir os dados XML. Entretanto, as CSS nem sempre são uma boa opção porque são escritas em uma linguagem especializada, o que significa que o desenvolvedor deve usar uma outra linguagem para poder escrever, modificar ou compreender a estrutura da folha de estilo. Um arquivo CSS simplesmente permite especificar a formatação de cada elemento XML sem muito controle sobre a saída.

    Por outro lado, uma folha de estilo XSL (Linguagem de Folha de Estilos Extensível) é muito mais flexível do que um arquivo CSS. Ela permite selecionar com precisão os dados que serão exibidos, especificar a ordem ou organização dos dados e modificar ou adicionar informações. Além disso, ela é escrita em um estilo semelhante a um documento XML usando uma combinação de marcas tipo XML e HTML para criar um modelo para um estilo específico de saída.

    Informações adicionais sobre folhas de estilo XSL podem ser encontradas em:

    1. http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/nhp/default.asp?contentid=28000438, no site do MSDN (em inglês).
    2. http://www.w3.org/TR/xsl, no site W3C (em inglês).

    Observe que não é necessário vincular um arquivo CSS ou uma folha de estilo XSL a um documento XML para que o Microsoft Internet Explorer 5.01 com Service Pack 2 (SP2) ou posterior exiba o documento. O Internet Explorer tem uma folha de estilo interna padrão que exibe o código-fonte XML como uma árvore recolhível/expansível.

    Você pode usar folhas de estilo para garantir que as páginas da Web com base em XML em sua intranet ou site da Web sejam consistentes e apresentem uma aparência uniforme sem ter que adicionar HTML a cada página.

    Transformação de Linguagem de Folha de Estilo Extensível (XSLT)

    A XSLT é uma especificação recomendada pelo World Wide Web Consortium (W3C), à qual o Microsoft Access oferece suporte. A XSLT é uma linguagem baseada em XML que permite que um documento XML seja mapeado, ou convertido, em outro documento XML. Ela oferece uma maneira de converter as informações do documento XML de um formato fonte para um formato de destino e de volta novamente. Geralmente, o desenvolvedor cria um arquivo de conversão XML que, quando aplicado a um documento XML durante a exportação, interpreta ou converte os dados XML em um formato de apresentação que pode ser reconhecido por outro aplicativo, como o protocolo SAP ou um formato de ordem de pedido personalizado.

    O XSLT tem muitas das construções (estruturas e comandos) encontradas em outras linguagens de programação permitindo que o desenvolvedor use variáveis, loops e iterações, além de instruções condicionais. Isso oferece ao desenvolvedor um considerável controle sobre a saída dos dados XML.

    Informações adicionais sobre o XSLT podem ser encontradas em:

    1. http://msdn.microsoft.com/library/default.asp?url=/nhp/default.asp?contentid=28000438 no site do MSDN (em inglês).
    2. http://www.w3.org/TR/xslt, no site W3C (em inglês).

    Exportação para Arquivos XML

    A exportação de dados e objetos de banco de dados para um arquivo XML é uma maneira conveniente de mover e armazenar suas informações em um formato que pode ser usado prontamente na Web. No Access, você pode exportar os dados, o esquema (estrutura de dados), ou ambos, para arquivos XML. Você pode:

    1. Exportar os dados para um arquivo XML e, opcionalmente, usar um XSLT para transformar os dados para um outro formato.
    2. Exportar o esquema de dados usando o XML Schema standard (XSD).
    3. Exportar os dados dos formulários e relatórios para um arquivo XML.

    Você também pode converter os dados para outro formato de apresentação usando um arquivo XSL durante o processo de exportação. Você pode exportar tabelas, consultas e os dados dos formulários ou relatórios provenientes de um banco de dados do Microsoft Access (.mdb) e também tabelas, consultas, produtos armazenados, funções e os dados dos formulários e relatórios de um projeto do Microsoft Access (.adp).

    Exportando tabelas, consultas, modos de exibição, folhas de dados, formulários ou relatórios

    Você pode exportar um objeto de banco de dados como um documento XML de várias maneiras:
    Você pode exportar apenas os dados de uma tabela, consulta, folha de dados, formulário ou relatório para um arquivo XML. Estes dados são salvos para um arquivo chamado .xml.

    Observação: Quando você exporta uma tabela para um documento XML, você também pode exportar tabelas relacionadas. Por exemplo, se você exportar uma tabela de Pedidos de Clientes, você também pode optar por exportar uma tabela Clientes e tabela Detalhes do Pedido relacionada para o mesmo arquivo.

    1. Você pode exportar apenas o esquema (estrutura de dados) de uma tabela, consulta, folha de dados, formulário ou relatório para um arquivo de esquema XML. Um arquivo de esquema XML é uma especificação formal das regras para um documento XML, oferecendo uma série de nomes de elemento, bem como quais são os elementos permitidos no documento e em quais combinações. Se você selecionar salvar o esquema como XSD, o arquivo é salvo como .xsd.

    2. Além disso, quando você escolhe salvar os dados como XML, pode especificar que os dados sejam convertidos para um formato de exibição personalizado utilizando um arquivo .xsl existente. Se nenhum arquivo .xsl for especificado, os dados são salvos em formato padrão XML. Observe que se não houver seleção de dados para exportação significa que um formato de apresentação também está indisponível. O arquivo é salvo como .xsl.

    3. Através do modelo de objeto do Access, você também pode salvar os atributos de apresentação de uma tabela, consulta, folha de dados, formulário ou relatório para um arquivo que descreve as informações de conexão e apresentação. Para os formulários e relatórios, este arquivo é salvo em uma linguagem com base em XML chamada ReportML que fornece dados de apresentação e também um modelo de dados para criar uma página de acesso a dados. Para tabelas, consultas/modos de exibição e folhas de dados, o arquivo de apresentação é um modelo tipo planilha. Este arquivo é salvo como _report.xml.

    O que é ReportML?

    O ReportML é uma "linguagem" desenvolvida pela Microsoft específica para o Access que pode ser usada para descrever objetos de banco de dados do Access em XML. A linguagem ReportML é formada por um conjunto de marcas que descrevem os atributos, eventos e propriedades de um formulário, relatório ou página de acesso a dados. Quando você exporta dados do Access para um arquivo XML, escolhe salvar a estrutura de um formulário ou relatório para um formato ReportML. O arquivo ReportML pode ser usado para converter os dados salvos para uma página de acesso a dados.

    Documentos bem elaborados

    Todo documento XML produzido pelo Access é bem elaborado, significando que está em conformidade com as regras básicas do XML. Isso quer dizer que:

    1. Todo documento XML deve ter um elemento raiz exclusivo (um elemento cercando o documento inteiro).
    2. Todas as marcas de início e fim coincidem. As marcas XML diferenciam maiúsculas e minúsculas.
    3. Para cada marca de início, existe uma correspondente marca de fim. Os elementos vazios podem ser denotados por uma marca abreviada especial. Novamente, as marcas XML diferenciam maiúsculas e minúsculas.

    Observação: O Access ReportML não gravará marcas vazias.

    1. Os elementos não sobrepõem. Em outras palavras, a marca de início e fim deve estar apropriadamente aninhada dentro dos outros elementos.

    2. Certos caracteres reserva fazem parte da sintaxe XML e não serão interpretados como se estivessem sendo usados na parte de dados de um elemento. Você deve substituir uma seqüência de caracteres especiais (chamada de "entidade" pelo XML) como segue:

    Exemplo:
    < = <
    & = &
    > = >
    " = "
    ' = '

    A seguir temos um exemplo de um documento XML bem elaborado:

    Código:
    <?xml version="1.0"?>
    <ORDER>
     <CUSTOMER>Nancy Davolio</CUSTOMER>
     <PRODUCT>
     <ITEM>Mom's Boston Crab Meat</ITEM>
     <PRICE>$10.00</PRICE>
     <QUANTITY>1 Bottle</QUANTITY>
     </PRODUCT>
    </ORDER>
    onde:

    é uma declaração informando que este é um documento XML e fornece o número da versão. A declaração é opcional mas é recomendável em qualquer documento XML.

    é o elemento raiz que cerca o documento inteiro.

    é uma marca de início e é uma marca de fim que juntas descrevem um elemento de dados, neste caso, o nome do cliente.

    Observe se cada conjunto de marcas, como , tem as marcas de início e fim e diferencia maiúsculas e minúsculas, e se os conjuntos de marcas estão corretamente aninhados um dentro do outro. Além disso observe a entidade ' que será transformado em um apóstrofo (') quando os dados forem importados pelo aplicativo receptor. O apóstrofo tem uma finalidade especial em um documento XML e pode ser mal interpretado se for usado diretamente no texto. Os dados convertidos serão exibidos como Mom's Boston Crab Meat.

    Podem ser usados espaços em branco por todo o documento para melhorar a legibilidade.

    Se for especificado um esquema durante a exportação do Access, os documentos XML criados são considerados como documento XML válido. Isto significa que além de serem bem elaborados, os documentos estão em conformidade com o esquema definido.

    URL de Referência: http://office.microsoft.com/pt-br/access-help/sobre-dados-xml-e-o-access-HP003076803.aspx

    Cumprimentos!

    Este tópico o ajudou? Agradecer não custa nada e ainda nos motiva a continuar lhe ajudando. Então que tal dar um joinha Linguagem XML e o Access 001_1810?


    .................................................................................
    Atenciosamente
    Aldo Jeferson de Paula
    Blog Support SQL Server
    Fórum Support SQL Server

    Quem nunca ouviu alguém falando mal do Microsoft®️ Access? Compartilhe suas experiências e conhecimentos, clique aqui e faça seu comentário!

    Tópicos Recomendáveis
    > Kit Geográfico 2013
    > Novo na Programação do Access?
    > Curso de Access/VBA Completo
    > Conceitos Básicos em T-SQL

      Data/hora atual: 15/11/2019, 03:47